Pular para o conteúdo

Navegação do site

Navegação do site

 

 

Notícias Notícias

Voltar

Casais celebram oficialização de matrimônio em cerimônia coletiva no Recife

Noivos se beijam em frente perto do bolo de casamento

Adailson e Edilene Lino oficializaram união após 24 anos de relação

Um “sim” esperado há mais de duas décadas e a certeza de que 25 de maio de 2018 passou a ser uma data especial para os recém-casados Edilene Barros de Oliveira Lino, 50 anos, e Adailson Lucas Lino, 56 anos. Na manhã de sexta-feira (25/5), no auditório do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, no Recife, nada foi capaz de impedir que a gerente de vendas e o policial militar e outros 42 casais pudessem realizar o sonho do casamento. Confira as fotos no álbum do Tribunal no Flickr.

“Para mim, é muito gratificante este momento. A gente mora junto, mas o importante é a gente concluir essa união. Ele é muito especial”, declarou Edilene Lino. ”Hoje eu sinto que ela mudou minha vida. A gente se conheceu na Copa de 94 e está junto até hoje e para sempre. É a mulher da minha vida, pro resto da minha vida”, disse Adailson Lino. Entre os familiares presentes, estavam a mãe da noiva, Leda Maria Barros de Oliveira, 72 anos, e a mãe do noivo, Isnalda Lucas da Silva Lino, 76 anos. “É um momento de felicidade”, concordaram. 

Celebrada pelo juiz Paulo Romero de Sá Araújo, a cerimônia no Fórum da Capital foi organizada pela Casa de Justiça e Cidadania do Bongi, unidade vinculada ao Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça de Pernambuco (Nupemec/TJPE). Apenas nos últimos dias, o Judiciário estadual formalizou a união de mais de 350 casais nas comarcas de Olinda, Bonito, Goiana e do Recife.

Com mais de 12 mil casamentos realizados ao longo da carreira, segundo dados de apenas um cartório localizado no bairro de Afogados, no Recife, o juiz Paulo Romero de Sá Araújo falou sobre a importância das uniões. “Eu comento que vejo alguns divorciados casamento novamente, o que mostra que confiam no instituto do casamento, ou, pelo menos, na convivência a dois”, destacou o magistrado com 35 anos de atuação. O coordenador-geral ajunto do Nupemec/TJPE, juiz Alberto Freitas, também prestigiou o evento.

Noivos e juiz

Noivos Edilene e Adailson Lino ao lado do juiz Paulo Romero de Sá Araújo

Mais casamentos – Na terça-feira (29/5), às 9h, será realizada a oitava edição do casamento coletivo da Casa de Justiça e Cidadania do Coque. A cerimônia, que também acontece no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, no Recife, será celebrada pela juíza Wilka Vilela e deve oficializar a união de 82 casais.

Em Olinda, continuam abertas até 15 de junho as inscrições para a primeira edição do casamento coletivo da Casa de Justiça e Cidadania da cidade. A unidade funciona no Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade de Olinda (Focca), localizado na rua do Bonfim, 47, bairro do Carmo. 

Para se inscrever, o casal precisa comparecer no local, das 9h às 15h, portando os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência e certidão de nascimento ou divórcio, além dos mesmos documentos de duas testemunhas. A cerimônia ocorre na primeira semana de julho, em data e local a serem definidos, e terá como celebrante o juiz Gustavo Genu, da 1ª Vara de Família e Registro Civil.

Cidadania – A Casa de Justiça e Cidadania do TJPE é uma unidade multifuncional que visa a promover ações voltadas à efetiva participação do cidadão e da comunidade na solução de seus problemas, além de aproximar o Poder Judiciário da sociedade. 

Na Região Metropolitana do Recife existem as unidades do Bongi, do Coque e do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade de Olinda (Focca), no bairro do Carmo. Também há unidades em Toritama e em Fernando de Noronha. O Núcleo de Apoio e Desenvolvimento das Casas da Justiça e Cidadania é vinculado ao Nupemec/TJPE.

Notícias relacionadas

População de Goiana tem acesso a serviços de justiça e cidadania

Programa da Corregedoria une oficialmente 200 casais em Bonito
...................................................................................................................
Texto: Francisco Shimada – Marília Ferreira | Ascom TJPE
Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE