Biblioteca do Magistrado Escritor Biblioteca do Magistrado Escritor

A Biblioteca do Magistrado Escritor foi criada na administração do Desembargador Nildo Nery dos Santos em sessão do dia 24 de julho de 2000, por proposição do Centro de Estudos Judiciários - CEJ, então dirigido pelo Desembargador Jones Figueirêdo Alves.

Tem como objetivo o resgate e a reunião de obras de natureza jurídica e literária, de autoria de magistrados de todas as unidades da Federação, incluindo teses, monografias e estudos diversos, com o intuito de constituir um espaço cultural para a preservação e divulgação da produção intelectual da magistratura brasileira. Localizada no Memorial da Justiça, possui um acervo formado por doações realizadas pelos próprios autores, cujo tratamento técnico é informatizado, sendo utilizado o Sistema LIBRI de Gerenciamento de Bibliotecas, desenvolvido por bibliotecários e técnicos em informática do TJPE. As pesquisas podem ser realizadas pelo público em geral e, posteriormente, será disponibilizada a consulta das obras existentes através da Internet.

Bibliografia atualizada da produção intelectual da Magistratura Pernambucana está disponível para consulta na página do CEJ.