Canais de Atendimento

ATENDIMENTO PRESENCIAL


FÓRUM THOMAZ DE AQUINO
Av. Martins de Barros, 593, 2º andar, Bairro de Santo Antônio, CEP. 50010-230
Horário de funcionamento: das 7h às 19h

FÓRUM DES. RODOLFO AURELIANO
Av. Des. Guerra Barreto, s/nº, Joana Bezerra, CEP: 50080-900 (Ala Sul – 1º andar – próximo à Diretoria do Fórum).
Horário de funcionamento: das 07h às 19h

FÓRUM DES. BENILDES DE SOUZA RIBEIRO
Av. Marechal Mascarenhas de Morais, n° 1919, Imbiribeira, Recife-PE - CEP 51.170-001
Horário de Funcionamento: das 7h às 19h

ATENDIMENTO ELETRÔNICO

Formulário online no portal - Fale com o TJPE. Clique aqui para enviar agora mesmo a sua manifestação ou, se preferir, envie sua mensagem para ouvidor@tjpe.jus.br

ATENDIMENTO TELEFÔNICO

Tele-Ouvidoria: 0800 081 52 51 ou 159 (tridígito)

Telefone: (81) 3182-0638
 

ATENDIMENTO POR CORRESPONDÊNCIA

FÓRUM THOMAZ DE AQUINO       
Av. Martins de Barros, 593, 2º andar, Bairro de Santo Antônio, CEP. 50010-230
Horário de funcionamento: das 7h às 19h

 

 

IMPORTANTES

  • As respostas em regra são feitas por e-mail através do endereço eletrônico informado pelo usuário/cidadão, conforme preceitua o art. 11, §2º da Resolução nº 215/2015 do Conselho Nacional de Justiça - CNJ;
  • É facultado ao interessado solicitar o recebimento da resposta por correspondência, hipótese em que poderá ser cobrado exclusivamente o valor necessário ao ressarcimento dos custos dos serviços e dos meios materiais utilizados, conforme o art. 11, § 1º da Resolução nº 215/2015 – CNJ;
  •  O usuário também poderá optar por receber sua resposta  em meio físico, retirada no endereço: Av. Martins de Barros, 593, 2º andar, Bairro de Santo Antônio, CEP. 50010-230 no horário das 7h às 19h; (Em construção)
  • O cidadão poderá optar pelo tratamento sigiloso dos seus dados pessoais; (Em construção)
  • Haverá isenção dos custos das respostas por correspondência ou em meio físico dos materiais utilizados, quando a situação econômica do solicitante não lhe permita fazê-lo sem prejuízo do sustento próprio ou da família, declarada nos termos da Lei nº 7.115/1983.

Como funciona da Ouvidoria

As manifestações recebidas na Ouvidoria do TJPE são analisadas individualmente e respondidas conforme o caso. Se a questão apresentada se encontrar dentro do âmbito de atuação da Ouvidoria, a manifestação será tratada e encaminhada de forma a permitir a sua solução. A participação registrada pelo cidadão na Ouvidoria, considerada em conjunto com outras manifestações, servirá de base para a adoção de medidas e implementação de ideias que ajudarão na melhoria dos serviços prestados pelo Tribunal.

Aviso importante: Procure relatar sua manifestação de forma clara, simples e objetiva. O ideal é que a Ouvidoria Geral da Justiça receba um relato completo do assunto, como por exemplo o número processo, de qual Comarca, o nome do servidor que o atendeu, data, horário, bem como tudo o que possa servir de subsídios para embasar melhor sua manifestação e, assim, viabilizar o encaminhamento da solução.