Des. Waldemir Tavares de Albuquerque Filho Des. Waldemir Tavares de Albuquerque Filho

 Albuquerque Filho, formou-se em Direito em 1996 na UNICAP-Universidade Católica de Pernambuco. Entre 1996 e 1997, fez o curso de Preparação à Magistratura da Justiça Comum na ESMAPE-Escola Superior da Magistratura do Estado de Pernambuco. Pós-graduado em Direito Administrativo pela UFPE-Universidade Federal de Pernambuco, realizado entre 2002 e 2003. 
 
Aprovado no concurso público para o cargo de auxiliar judiciário do TRT – 6ª Região.
 
Exerceu o cargo de oficial de Gabinete da Presidência do TJPE, entre agosto de 1995 e janeiro de 1998.
 
Em 1998, foi aprovado no concurso para promotor de justiça do MPPE. A posse no cargo ocorreu em 1999. A primeira comarca em que atuou como promotor foi a cidade de Ouricuri entre 1999 e 2000. Em seguida, passou pelas promotorias das comarcas de Jataúba e Brejo da Madre de Deus, entre 2000 e 2001. 
 
Na Região Metropolitana do Recife, desenvolveu diversas atividades:
 
  •  2001 e 2002, na comarca de São Lourenço da Mata, atuou na promotoria da 1ª e 2ª Vara Cível entre, com ênfase na área ambiental e da infância e juventude;
  • 2002 e 2005, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, foi promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, onde também atuou nas promotorias das Varas Cíveis, de Família e da Fazenda Pública,.
 
Ao ser promovido em julho de 2004 para o Recife, assumiu o cargo de 17º promotor de justiça substituto, atuando nas varas da Fazenda Pública e da Família da capital. Também foi promotor de justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social do Recife.
 
Ao longo da carreira como promotor de Justiça, exerceu também os cargos na administração superior do Ministério Público pernambucano. Foi coordenador da Assessoria Técnica em Matéria Criminal da Procuradoria Geral de Justiça em 2007. No mesmo ano, coordenou o CAOP-Centro de Apoio Operacional às Promotorias,  Fundações e Entidades Assistenciais (CAOP Fundações), reassumindo em 2014 até a data do seu ingresso no TJPE em Maio de 2015. No final de 2014 até ínicio de 2015, coordenou o Centro de Defesa do Patrimônio Público (Caop – Patrimônio Público e Social).
 
Entre 2008 e 2010, atuou como assessor Técnico em matéria administrativa e coordenador de gabinete da Procuradoria Geral de Justiça. Nesse período, representou o Ministério Público na implantação dos plantões integrados em parceria com o TJPE, a Secretaria de Defesa Social e a Defensoria Pública. Foi também secretário do Conselho Superior do MPPE, do Órgão Especial e do Colégio de Procuradores de Justiça. Entre 2009 e 2010, exerceu o cargo de Chefe de Gabinete do PGJ. E, interinamente, o cargo de secretário-geral do MPPE.
 
No mesmo ano de 2010, foi titularizado junto à  6ª Vara da Fazenda Pública da Capital.
 
Integrou a lista tríplice para o cargo de Procurador Geral de Justiça de Pernambuco,  biênio 2011/2012,  após receber 151 votos de promotores e procuradores de justiça, na primeira eleição em que se permitiu  a inscrição de Promotores de Justiça, para Chefia do MPPE. Em 2014, foi membro da Comissão do Concurso Público para ingresso nos serviços de notas e registros públicos, do Estado Pernambuco, realizado pelo TJPE, representando o MPPE.
 
Tomou posse como desembargador do Tribunal de Justiça pela vaga destinada ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pelo Quinto Constitucional. Sua posse no cargo ocorreu no dia 28 de abril de 2015, passando a integrar a Primeira Câmara Regional do TJPE, com sede na cidade de Caruaru. Atualmente preside a 2ª Turma.
 
Compõe a  Comissão de Direitos Humanos do TJPE, eleito para o biênio 2018/2019.
 
Comendas
Medalha do Mérito Judiciário Des. Joaquim Nunes Machado, no grau de Grão Colar, concedida pelo Pleno do Egrégio TJPE, em sessão realizada no dia 13/07/2015.
Medalha do Mérito Vidal de Negreiros, concedida pela Câmara Municipal do Jaboatão dos Guararapes, consoante Resolução nº 019/2004.
Medalha Pernambucana do Mérito Policial Militar, concedida através do Ato nº 2055, de 10/06/2010.
Medalha Pernambucana do Mérito Bombeiro Militar, concedida através do Ato nº 7203, de 23/10/2015.