Galeria de Presidentes Galeria de Presidentes

A galeria dos presidentes do Tribunal de Justiça de Pernambuco é formada por um conjunto de retratos dos gestores da Corte pernambucana.

Esse acervo é original de cada época em que foi produzido e localiza-se no primeiro andar do Palácio da Justiça, na sala das togas. Ele é constituído por imagens emolduradas de todos os magistrados que assumiram a gestão da Casa desde 1914 até os dias atuais.

As pessoas que estiveram à frente da instituição são personagens importantes para a Memória do órgão e contribuíram para a escrita dessa história. Para conhecer um pouco mais sobre cada uma delas, o Tribunal oferece ao público, além da galeria original para visitação, a sua reprodução completa no portal da internet, com uma pequena biografia centrada na vida dos presidentes enquanto magistrados de Pernambuco.
Voltar

Frederico Ricardo de Almeida Neves (2014-2015)

Natural do Recife, Pernambuco, nasceu em 30/8/1954. Graduou-se em Direito pela Universidade Católica de PernambucoFoi advogado e assessor da Presidência do Consórcio dos Trens Metropolitanos do Recife (Metrorec/CBTU).Ingressou na magistratura em 1985, atuando comojuiz substituto em Santa Maria da Boa Vista. Nano seguinte, foi removido para Lagoa dos GatosEm 1988, foi promovido ao cargo de juiz substituto da 2ª entrância, tendo atuado nas comarcas deJaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Paulista e Olinda. Promovido para a capital (1990)atuou como juiz auxiliar na 3ª vara cível e como juiz titular na 16ª vara cível. Em 2002, foi promovido a desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), por merecimento. Como desembargador, foi diretor do Centro de Estudos Judiciários (CEJ) em duas gestões, diretor da Escola Judicial-Esmape (biênio 2008-2009),ouvidor do TJPE (biênio 2010-2011) e corregedor-geral do TJPE (biênio 2012-2013), eleito por seus pares, por unanimidade. Nano seguinte, tornou-se presidente do TJPE, eleito por unanimidade(biênio 2014-2015). Em 2019, foi eleito desembargador eleitoral efetivo do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), sendo, no mesmo ano, eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral (biênio 2019-2021).Presidiu a Comissão da Associação dos Magistrados Brasileiros que foi constituída para elaboração do anteprojeto do novo Código de Processo Civil. Em 2021, é um dos responsáveis pela regência teórica da disciplina de Direito Processual Civil do Departamento de Ciências Jurídicas da Universidade Católica de Pernambuco. À sua formação acadêmica inicial soma-se uma Especialização em Ciências Jurídicas na Universidade Clássica de Lisboa/Portugal (1997-1998) e mestrado em Ciências Jurídicas na Universidade Clássica de Lisboa/PortugalEntre livros e artigos jurídicos, escreveu Ação monitória” (1996), Agravo: nova sistemática e outros temas de exegese controvertida da reforma processual civil” (1996), Breves comentários sobre a ação monitória: doutrina e prática” (1996), Processo de execução: livre disponibilidade do credor” (1996), e Litigância de má-fé, condenação de ofício: restrições indesejáveis, porém inevitáveis” (1997).