Des. Marco Antônio Cabral Maggi Des. Marco Antônio Cabral Maggi

Marco Antonio Cabral Maggi nasceu no Recife em 1949. Aos 20 anos, começou a cursar Direito na Faculdade de Direito do Recife e, em 1973, tornou-se bacharel. Dois anos depois, em 12 de novembro, era nomeado Juiz Substituto do Tribunal de Justiça de Pernambuco, tendo como primeira Comarca a cidade de Correntes, situada no Agreste pernambucano.

Também respondeu pelas Comarcas de São Joaquim do Monte, Brejo da Madre de Deus, Belo Jardim e Sanharó. Ocupou o cargo de Juiz Eleitoral em Pedra e Venturosa. Em 1986, foi promovido para o cargo de Juiz Substituto de 3ª Entrância, atuando na 2ª Vara Privativa dos Crimes contra o Patrimônio. Em 1987, também coordenou o primeiro curso na recém criada Escola Superior da Magistratura de Pernambuco (Esmape).

No Tribunal, Maggi substituiu os Desembargadores Otílio Neiva, Agenor Ferreira de Lima, Dário Rocha, Mário Melo, Nildo Nery e Sílvio Beltrão. Também atuou na eleição de 2002, no Tribunal Regional Eleitoral, como Desembargador eleitoral.

Em 1994, Marco Maggi respondia como Juiz Titular pela 1ª Vara Criminal dos Feitos Relativos a Entorpecentes, tendo sido responsável por sua instalação. Foi nomeado representante do Tribunal de Justiça no Conselho Estadual de Políticas Antidrogas, órgão vinculado à Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania. Sua promoção, pelo critério de Antigüidade, para o cargo de Desembargador foi referendada em agosto de 2004 pelo Tribunal Pleno da Justiça estadual. Atualmente preside a 4ª Câmara Criminal.



E-mail: marco.maggi@tjpe.jus.br