Últimas Notícias em destaque Últimas Notícias em destaque

Voltar

Novo sistema de iluminação do Fórum do Recife vai gerar uma economia de 1 milhão de kW/h por ano

Reunião firma parceria entre o TJPE e a Celpe

Reunião firma parceria entre o TJPE e a Celpe

Teve início, na segunda-feira (9/9), a instalação de mais de 5 mil luminárias em LED que irão compor o novo sistema de iluminação do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, localizado na Ilha Joana Bezerra, no Recife. A parceria realizada entre o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e o Programa de Eficiência Energética, da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), vai permitir uma redução no consumo de energia superior a 1 milhão de quilowatt-hora por ano (kWh/ano), o que representa uma diminuição nas emissões de quase 80 toneladas de gás carbônico no meio ambiente (TCO2e). A previsão é de que, até o final de janeiro de 2020, a substituição das lâmpadas seja concluída. Pelo prédio, que é o maior fórum do estado, circulam aproximadamente 8 mil pessoas por dia. Confira as fotos da reunião AQUI.

Para firmar a parceria, o presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, recebeu em seu gabinete, no Palácio da Justiça, a visita do diretor-presidente da Celpe, Saulo Cabral e Silva, além de outros membros da companhia energética e do Judiciário. O magistrado destacou o empenho do Tribunal em buscar avanços significativos visando ao desenvolvimento sustentável. “O Tribunal de Justiça de Pernambuco tem buscado, ao longo dos anos, parcerias voltadas à plena prestação jurisdicional com foco em atividades sustentáveis e de real ganho social. Nesse sentido, o trabalho em conjunto com a Celpe fortalece o papel das duas instituições e traz melhorias significativas, não só para cada pessoa que frequenta os prédios da Justiça inicialmente contemplados na ação, como para toda a sociedade com avanços nas áreas de meio ambiente, qualidade de vida, pessoal, infraestrutura e economia", enfatizou.

“Essa parceria com o Tribunal faz parte do Programa de Eficiência Energética da Celpe que contempla investimentos na ordem de um milhão de reais para tornar o prédio mais sustentável, com um consumo de energia mais eficiente. Consiste na instalação de luminárias e lâmpadas muito mais modernas. Com adaptações ao usuário, elas trazem recursos que podem mudar a intensidade da lâmpada, por exemplo, permitindo um conforto visual melhor e tendo como resultado um menor consumo de energia. Isso representa uma economia anual de mais de 300 mil reais apenas para o Fórum Rodolfo Aureliano”, explicou o diretor-presidente da Celpe, Saulo Cabral e Silva.

Modelo de novas luminárias que serão instaladas no Fórum do Recife é apresentado

Modelo de novas luminárias que serão instaladas no Fórum do Recife é apresentado

O Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano não é o único do Judiciário a receber ações de eficientização de prédios públicos da Celpe, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Também, por meio do Programa, o Fórum Thomaz de Aquino e o edifício Paula Baptista, no Recife; além de prédios das comarcas de Olinda e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, passaram pelo processo de eficientização do sistema de iluminação. No total, foram mais de 11 mil lâmpadas LED instaladas, gerando uma redução no consumo e emissões de 368 mil kWh/ano e 27 TCO2e, respectivamente. Ao todo, a estimativa é que os seis prédios eficientizados tenham uma economia anual de superior a 1,3 milhão de kWh com os sistemas de iluminação. Ao todo, será evitada a emissão de 106 toneladas de CO2 Equivalente (TCO2e).

O Programa – A substituição e doação de lâmpadas LED desenvolvidas pela Celpe estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). As ações estão alinhadas com o ODS 13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima) e contribuem também com o ODS 7 (Energia Acessível e Limpa – Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos); ODS 11 (Cidades e comunidades sustentáveis - Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis) e ODS 12 (Consumo e produção responsáveis - Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis).
.............................................................................................................................
Texto: Amanda Machado | Ascom TJPE
Fotos: Guilherme Guimarães | Cacoete Produções | Ascom TJPE