Notícias Notícias

Voltar

Juizados atingem metas do CNJ e aumentam produtividade no primeiro semestre de 2022

Fachada dos Juizados Especiais do RecifeO balanço dos Juizados Especiais apresentado pela Corregedoria Auxiliar do Sistema demonstrou um aumento no número de unidades que atingiram as metas 1 e 2 do conselho Nacional baixados pelos Juizados Criminais do Estado durante o primeiro semestre deste ano. No total, existem 60 unidades instaladas e em funcionamento em Pernambuco. Destas, 28 foram inspecionadas de fevereiro a junho de 2022.  

Segundo dados colhidos no Sistema da Corregedoria (SiCor), mais de 40 unidades já atingiram a Meta 1 do CNJ, para julgar mais processos do que o número que ingressou na Justiça neste ano. Ao menos 9 unidades também estão com índice de mais de 90% de cumprimento. Já a Meta 2, que trata do julgamento dos processos mais antigos, já foi atingida por 48 Juizados. Outros 6 estão com índice de mais de 90% de comprimento.

Karina Aragão, Juíza Corregedora para o Sistema dos Juizados Especiais e Colégios Recursais

As inspeções realizadas pela Corregedoria dos Juizados Especiais, que tem à frente a juíza Karina Aragão, buscam, fundamentalmente, a orientação das unidades. “Temos buscado focar no que o CNJ nos cobra e direcionar os Juizados para que alcancem as Metas propostas”, esclareceu. 

Mutirões também estão sendo realizados pela Corregedoria e a Coordenadoria dos Juizados Especiais com foco especial nos processos criminais. Por conta da pandemia, que inviabilizou a realização de audiências presenciais, o andamento dos processos nos Juizados Criminais foi impactado.  

Com as iniciativas, mais de 8 mil processos foram solucionados só no primeiro semestre deste ano. O número apresenta um aumento de 172% em relação ao ano anterior, quando a pandemia ainda impossibilitava as audiências.  

O corregedor-geral ressaltou o trabalho realizado pelos Juizados e pela Corregedoria auxiliar. “Nossa gestão tem buscado estar próxima, dando suporte e orientação para que a prestação seja realizada de forma mais eficiente. Os números são resultado do empenho e dedicação de todos os envolvidos”, concluiu.   índice de mais de 90% de cumprimento.

---

Texto: 

Rebeka Maciel | Ascom CGJ-PE

Fotos: Assis Lima | Ascom TJPE